Por que as pessoas fumam

Por que as pessoas fumam

Em geral, as pessoas fumam para:
  •      relaxar, aliviar as tensões
  •      disfarçar o tédio
  •      amenizar uma situação de estresse combater a ansiedade
  •      ocupar as mãos e a boca em ambiente social em que há grupos de pessoas reunidas

Os adolescentes são levados ao vício pela
  • imitação dos adultos
  • necessidade de aceitação pela turma de amigos
  • ilusão de que fumar os faz parecer mais velhos
  • ansiedade e timidez
  • crença de que levar um cigarro à boca é gesto de elegância

O QUE CONTÉM UM CIGARRO 

Em cada tragada, o fumante inspira mais de 4000 substâncias, entre elas a nicotina, o alcatrão, o monóxido de carbono, altamente prejudiciais à saúde. Após a inalação, entre 70% e 90% permanecem nos pulmões.

  • A nicotina estimula a liberação da epinefrina e da adrenalina, que alteram o fluxo e a pressão sangüínea, fazendo o coração bater mais rápido, podendo.
  • O monóxido de carbono reduz a quantidade de oxigênio dos glóbulos vermelhos porque passa dos pulmões para a corrente sangüínea. Danifica a parede interna dos vasos, contribuindo para o surgimento da arteriosclerose.
  • O alcatrão provoca irritação crônica no sistema respiratório e é o principal causador do câncer do pulmão.

DOENÇAS PROVOCADAS PELO FUMO 

Câncer 


90% dos casos de câncer do pulmão, que neste ano deve causar 12.000 mortes no Brasil, são causados pelo fumo, que também é responsável pela ocorrência de câncer na boca, laringe, esôfago e bexiga, além de contribuir para um risco maior de câncer de estômago, rins e pâncreas.
Outras doenças e seus sintomas

  • Bronquite crônica, enfisema: falta de ar, respiração ofegante, mal-estar, tosse.
  • Gastrite, úlcera péptica: crises repetidas de dores abdominais, com náusea, vômitos e regurgitação
  • Doenças coronárias do coraçã dores no tórax
  • Problemas de circulaçã Câimbras nas pernas, úlceras.

50% dos fumantes morrem de doenças provocadas pelo cigarro. Metade deles perdem, em média, 17 anos de vida. Após cinco anos sem fumar, o risco de morte, em conseqüência do tabagismo cai pela metade e, após 15 anos, o risco para o ex-fumante é quase o mesmo do não-fumante 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES 


O fumo na gravidez - A nicotina diminui a quantidade de oxigênio e de nutrientes para o feto, por isso, os abortos, bebês natimortos, prematuros ou de baixo peso são mais comuns entre as mães que fumam. Como o feto recebe as substâncias tóxicas do sangue materno através da placenta, corre o risco de sofrer anomalias, o que explica, muitas vezes, a morte súbita do bebê ou o comprometimento de sua inteligência.
O fumante passivo - Respirar a fumaça do cigarro de outras pessoas é fumar passivamente, por isso, conviver com fumantes é estar sujeito às mesmas doenças que eles, por inalar as mesmas substâncias. Crianças cujos pais fumam estão propensas a desenvolver bronquite e asma. 


COMO PARAR DE FUMAR

  • Procure descobrir as razões que o levam a fumar.
  • Analise o seu perfil como fumante
  • Prepare-se física e psicologicamente para parar de fumar, procurando mudar sua dieta alimentar (café, bebidas e doces aumentam o desejo de fumar) e sua rotina diária.
  • Modifique hábitos facilitadores do vício no ambiente familiar e profissional
  • Planeje e estabeleça prazos para si mesmo.
  • Conte a sua decisão para familiares e amigos.
  • Adie, pelo tempo que for possível cada cigarro.
  • Ao sentir vontade, beba água ou chupe uma bala.
  • Procure o apoio de amigos não-fumantes.
  • Se necessário, consulte um médico que possa orientá-lo a usar adesivos ou receitar-lhe chicletes terapêuticos.
  • Estabeleça metas e, periodicamente, tente avaliar os benefícios que já está sentindo em sua saúde.
  • Renove, diariamente, sua decisão de parar de fumar.

Parar de fumar permite a você retomar o controle de sua saúde, proteger os membros da sua família contra os perigos de se tornarem fumantes passivos e dar uma bom exemplo de auto-disciplina e determinação aos seus filhos.
Fonte: Elisabete Fernandes Almeida
CRM 44.022
Enviar um comentário