SINDROMA DE ESTOCOLMO



SÍNDROME DE ESTOCOLMO


É UM ESTADO PSICOLÓGICO NO QUAL AS VÍTIMAS DE UM SEQUESTRO, OU PESSOAS DETIDAS CONTRA SUA VONTADE – PRISIONEIROS – DESENVOLVEM UM RELACIONAMENTO COM SEU(S) CAPTOR(ES). ESSA SOLIDARIEDADE PODE ALGUMAS VEZES SE TORNAR UMA VERDADEIRA CUMPLICIDADE, COM OS PRESOS CHEGANDO A AJUDAR OS CAPTORES A ALCANÇAR SEUS OBJECTIVOS OU FUGIR DA POLÍCIA. A SÍNDROME SE DESENVOLVE A PARTIR DE TENTATIVAS DA VÍTIMA DE SE IDENTIFICAR COM SEU CAPTOR OU CONQUISTAR A SIMPATIA DO SEQÜESTRADOR. A SÍNDROME RECEBE SEU NOME EM REFERÊNCIA AO FAMOSO ASSALTO DE NORRMALMSTORG DO KREDITBANKEN EM NORRMALMSTORG, ESTOCOLMO QUE DUROU DE 23 DE AGOSTO A 28 DE AGOSTO DE 1973. NESSE ACONTECIMENTO, AS VÍTIMAS CONTINUAVAM A DEFENDER SEUS CAPTORES MESMO DEPOIS DOS SEIS DIAS DE PRISÃO FÍSICA TEREM TERMINADO. ELES MOSTRARAM UM COMPORTAMENTO RETICENTE NOS PROCESSOS JUDICIAIS QUE SE SEGUIRAM. O TERMO FOI CUNHADO PELO CRIMINÓLOGO E PSICÓLOGO NILS BEJEROT, QUE AJUDOU A POLÍCIA DURANTE O ASSALTO, E SE REFERIU À SÍNDROME DURANTE UMA REPORTAGEM. ELE FOI ENTÃO ADOTADO POR MUITOS PSICÓLOGOS NO MUNDO TODO. OUTROS CASOS FAMOSOS INCLUEM PESSOAS SEQÜESTRADAS E REFÉNS TAIS COMO PATTY HEARST. DEPOIS DE TER SIDO REFÉM DE UMA ORGANIZAÇÃO MILITAR POLITICAMENTE ENGAJADA (O EXÉRCITO DE LIBERTAÇÃO SIMBIONESA), PATTY HEARST JUNTOU-SE AO GRUPO VÁRIOS MESES DEPOIS DE TER SIDO LIBERTADA. A SÍNDROME É RELACIONADA A CAPTURA DA NOIVA E TÓPICOS SEMELHANTES NA ANTROPOLOGIA CULTURAL. AS VÍTIMAS COMEÇAM POR IDENTIFICAR-SE COM OS SEQUESTRADORES, NO PRINCÍPIO COMO MECANISMO DE DEFESA, POR MEDO DE RETALIAÇÃO E OU VIOLÊNCIA. PEQUENOS GESTOS POR PARTE DOS CAPTORES SÃO FREQUENTEMENTE AMPLIFICADOS PORQUE, DO PONTO DE VISTA DO REFÉM É MUITO DIFÍCIL, SENÃO IMPOSSÍVEL, TER UMA VISÃO CLARA DA REALIDADE NESSAS CIRCUNSTÂNCIAS. AS TENTATIVAS DE LIBERTAÇÃO, SÃO, POR ESSE MOTIVO, VISTAS COMO UMA AMEAÇA PORQUE O REFÉM PODE CORRER O RISCO DE SER MAGOADO NESSES MESMOS ACTOS. É IMPORTANTE NOTAR QUE ESTES SINTÓMAS, SÃO CONSEQUÊNCIA DE UM STRESS EMOCIONAL EXTREMO, POR VEZES ATÉ FÍSICO. O COMPORTAMENTO É CONSIDERADO COMO UMA ESTRATÉGIA DE SOBREVIVENCIA POR PARTE DE VICTIMAS DE ABUSOS PESSOAIS, TAIS COMO ABUSOS NO ÂMBITO FAMILIAR (ESPOSAS, FILHOS ETC.) E TAMBÉM EM CENÁRIOS DE GUERRA E NOS SOBREVIVENTES DOS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO NAZISTA. EXISTE UMA MÚSICA DA BANDA MUSE QUE SE REFERE A ESSA SINDROME, A MÚSICA É CHAMADA STOCKHOLM SYNDROME

Copyright © por Deficientes Solidários Todos os direitos reservados.


Enviar um comentário