CRIANÇAS DEFICIENTES



A deficiência, é a chamada à valorização do corpo e da alma.” Cravo
 
O preconceito e a falta de conhecimento das Leis Espirituais, traz muitos seres sobre o manto da revolta, devido à falta de conhecimento do processamento das coisas e ao seu egoísmo, sobre a vivência com deficiência.
Infelizmente ainda aparecem aqueles que tomam o deficiente por coitadinho, quando eles apenas querem o respeito por eles e desejam dentro dos seus limites ter tratamento igual.
A deficiência advém de processos deficitários do passado para com os outros e é também efeito dos excessos cometidos noutras vivências, servindo ao mesmo tempo para provação dos próprios progenitores.
Aos Pais é um forte teste à resignação e à perseverança, não descurando a prova aos seus sentimentos morais e à forma como vão tomar o caminho da sensibilização dos seus filhos perante um meio que tem muito de adverso e falta de condições para o enfrentar.
O deficiente é mais um dos imensos espíritos que vem cumprir os seus planos evolutivos num corpo diferente em aspecto, mas igual de oportunidades na alma.
A rejeição dos Pais à nascença dum ser dotado de deficiência, é uma resposta que apesar de negativa por parte destes, é mais uma forma de permitir resgatar erros que ficaram por diluir, no entanto infelizes dos Pais que acedem ao aborto voluntário para se livrarem do ser deficiente! Porque meus amigos, ao pensarem estar a libertar-se dum problema estão a prolongar e reforçar uma divida para com a Lei Divina maior ainda, pedindo esta uma maior provação e expiação.
Meus amigos, é da valorização humana em toda a sua essência que estamos a falar.
Redescobrir quanta importância tem o nosso corpo físico e pela racionalidade dos direitos e valores da vida perante a grandiosidade da justiça divina. Ninguém recebe nada que não tenha semeado, e Deus não coloca fardos demasiados pesados a ninguém, para que não possa com eles, mas pelo contrário em toda sua Misericórdia cobre-nos de amor e exemplifica-nos que todos somos amados de igual modo sem excepções.
Toda a comunidade tem de aprender a exercitar o convívio com aqueles que sendo desiguais em corpo, são semelhantes em tudo em nós.
Não faças com que teu olho te proporcione a queda em escândalo, pois sofrerás as consequências dele, mas faz bom uso dos teus dotes físicos respeitando-os e utilizando-os com respeito.
As queixas de nada servem e são indício da falta de fé.
A reencarnação é uma prova infindável da grandiosidade e justiça de Deus. Nada se processa por acaso, sempre há uma resposta dentro de nós mesmos. Aproveita a vivência para te tornares melhor moralmente e saber incutir dentro de ti que tudo que temos nada é nosso, tudo nos é emprestado no cumprimento das nossas provas e expiações.
Lutai e não esmoreceis, pois Deus tem sempre sua mão amparando nosso caminho.





ORAÇÃO DA CRIANÇA DIFERENTE


Bem aventurados os que compreendem o meu estranho passo a caminhar e
minhas mãos descoordenadas no aprender;

Bem aventurados os que sabem que meus ouvidos têm que se esforçar para
compreenderem o que ouvem;

Bem aventurados os que olham e não vêem a comida que eu deixo cair fora do prato;

Bem aventurados os que compreendem que, ainda que meus olhos brilhem,
meu pensamento é lento e ás vezes confuso;

Bem aventurados os que nunca se lembram que hoje fiz a mesma pergunta três vezes;

Bem aventurados os que me escutam, pois eu também tenho algo a dizer;

Bem aventurados os que sabem o que sente o meu coração, embora eu
nem sempre o possa expressar como gostaria;

Bem aventurados aqueles que, com muita paciência, tentam resolver minhas aflições
e limitações, para que eu me sinta melhor no mundo;

Bem aventurados os que me aceitam e me amam como sou, tão somente como sou,
e não como muitos gostariam que eu fosse.


Leia este poema.
VEJA A GRANDEZA DO VALOR HUMANO

ILUSÕES DO AMANHÃ


"Por que eu vivo procurando
Um motivo de viver, Se a vida às vezes parece de mim esquecer?
Procuro em todas, mas todas não são você
Eu quero apenas viver
Se não for para mim que seja pra você.
Mas às vezes você parece me ignorar
Sem nem ao menos me olhar
Me machucando pra valer.
Atrás dos meus sonhos eu vou correr
Eu vou me achar, pra mais tarde em você me perder.
Se a vida dá presente pra cada um
O meu, cadê?
Será que esse mundo tem jeito?
Esse mundo cheio de preconceito.
Quando estou só, preso na minha solidão
Juntando pedaços de mim que caíam ao chão
Juro que às vezes nem ao menos sei, quem sou.

Talvez eu seja um tolo,
Que acredita num sonho
Na procura de te esquecer
Eu fiz brotar a flor
Para carregar junto ao peito
E crer que esse mundo ainda tem jeito
E como príncipe sonhador
Sou um tolo que acredita ainda no amor." PRÍNCIPE POETA (Alexandre Lemos - APAE) Este poema foi escrito por um aluno da APAE, chamado, pela sociedade, de excepcional.
Excepcional é a sua sensibilidade!
Ele tem 28 anos, com idade mental de 15 e peço que divulguem para prestigiá-lo. Se uma pessoa assim acredita tanto, por que as que se dizem normais não acreditam?

Enviar um comentário